Mensagem do Presidente do Conselho de Administração

Mensagem do Presidente do Conselho de Administração

 

Prezados accionistas,

 

O ano de 2015 ficou marcado na vida de Angola e do sistema financeiro/ bancário angolano e, consequentemente do Banco Sol, por uma drástica alteração de circunstâncias macro – económicas, determinadas pela quebra do preço do petróleo no mercado internacional o que implicou uma redução significativa do crescimento do PIB para cerca de 3,3%, a subida da taxa de inflação para um nível de 15% e o défice nas contas externas e nas contas públicas.

O Banco Sol, rapidamente atento a esta realidade e às consequências dos desequilíbrios macro – económicos, introduziu medidas correctivas de gestão do seu balanço que permitissem fazer face aos esperados acréscimos de risco e outros efeitos adversos resultantes do arrefecimento da economia sem pôr, contudo, em causa a solidez do Banco e a sua rentabilidade média, fundamentalmente, na liquidez e disponibilidade de moeda estrangeira.

 

O Banco Sol enfrentou estas alterações e ajustou-se ao processo de transformação da economia angolana tendo reforçado a sua solidez financeira e, mais importante ainda, a confiança dos seus Clientes que se traduziu num aumento do envolvimento comercial, nomeadamente através do crescimento da carteira de crédito (+16,6%, em relação ano anterior) e dos recursos de Clientes (+17,4%).

 

O Banco Sol posiciona-se hoje como um dos seis maiores operadores do sector bancário angolano, com uma gama universal de oferta de produtos e serviços financeiros, indo da actividade de microcrédito (matriz fundadora do Banco) e de retalho puro, ao private banking e corporate banking.

 

Tudo o que fizemos, em 2015, permitiu que o Banco Sol fechasse o exercício de 2015 com um resultado líquido positivo de 7.496 milhões de Kwanzas (equivalente a 55 milhões de dólares americanos), o melhor dos seus quase 15 anos de existência. São 15 anos a crescer com Angola.

 

Os resultados alcançados são igualmente relevantes no plano qualitativo porque reflectem uma melhoria da margem financeira, acompanhada pelo controlo dos riscos, manutenção do confortáveis indicadores de solidez financeira, expressos através dos níveis dos rácios de rendibilidade e de solvabilidade.

 

Num mundo diferente e novo, em que todos os dias somos avaliados, teremos de continuar empenhados em ser inovadores e relevantes na vida e no quotidiano de cada Cliente pois o aumento da concorrência e o reforço das exigências dos órgãos de supervisão e regulação apresentam-nos desafios acrescidos.

 

O ritmo de crescimento e a qualidade dos resultados do Banco Sol reflecte-se, entre outros indicadores, no número de Clientes que aumentou para 487 mil (419 mil, em 2014), acompanhado pelo efectivo de Colaboradores que subiu para um total de 1.476 no final de 2015 (1.379, em 2014) e para um alargamento da Rede de Distribuição que dispunha no final de 2015 de 184 balcões (166, em 2014). 

 

Ao nível do reconhecimento público da qualidade de serviço, reputação e responsabilidade social, entre outras distinções, merece um destaque próprio, no balanço da actividade do Banco em 2015, o reconhecimento internacional de que foi objecto por parte de organizações internacionais ao atribuírem em Paris, o Troféu Internacional Europa à Qualidade e, na Suíça, o Prémio de Ouro pela Qualidade, Prestígio e Negócios.

 

Ciente desta responsabilidade, o Banco Sol definiu um novo Plano Estratégico para 2016-2019 que permitirá manter o nosso Banco como referência na sociedade angolana e a posicionar-se no mercado internacional, estando previsto para 2016 a abertura do SOLBANK na Namíbia. O Banco Sol irá prosseguir uma estratégia dinâmica e ajustada aos novos desafios impostos pelas várias partes interessadas com quem  se relaciona.

 

Um dos pilares estratégicos do Banco Sol são os Colaboradores garantindo o Banco um tratamento justo e com igualdade de oportunidades aos mesmos, razão pela qual a formação tem sido, desde sempre, assumida, como uma prioridade para o desenvolvimento das suas competências profissionais e pessoais.

 

Em 2016, continuaremos a demonstrar a sustentabilidade do nosso modelo de negócio, com a modernização do Banco e o seu crescimento a beneficiarem da implementação do novo Plano Estratégico. Estamos a reformular o nosso processo de recuperação de crédito para o tornar mais eficiente e eficaz. Paralelamente, ambicionamos tornar os nossos processos mais automatizados, eficazes e transparentes.

 

Gostaria de agradecer, em nome do Conselho de Administração, o esforço de todos, e aqui incluímos os nossos Clientes, Fornecedores e Prestadores de Serviços, Autoridades Governamentais e de Supervisão (BNA), Accionistas e Colaboradores, a confiança que em nós depositaram, garantindo que tudo faremos para reafirmar o Banco Sol num banco mais ágil, moderno, próximo, sustentável e de referência no mercado bancário angolano.

 

 

Coutinho Nobre Miguel

 

Presidente do Conselho de Administração.

Responsive image

Microcrédito - Informações Gerais

Destinado a pequenos empreendedores com baixos ganhos, ou com dificuldades de acesso ao crédito bancário.

Copyright © 2016 Banco Sol Todos os direitos reservados Desenvolvido por Link Consulting